Apr 9, 2008

a dívida



antes de pagar a minha dívida de posts ao meu blog,
antes de relatar babada os progressos da migalha,
antes de seja o que for,
o dia de ontem tem que ficar registado para (minha) memória futura.
o dia começou bem, até às 12h tudo parecia correr como sempre,
eu de um lado para o outro de carro, um entra e sai da casa de um e da casa de outro (o meu trabalho é assim, um verdadeiro reboliço).
até que chega a última visita do dia, e lá vou eu.
estaciono o carro, numa rua íngreme, mas não tão íngreme que me fizesse sequer pensar 2 vezes antes de sair do carro.
visita feita, blá, blá, saimos para o exterior da moradia, isto e aquilo, blá, blá...
- aquela carrinha é sua?
- hã?
- aquela ali.
-se me está a falar daquela (a única na rua toda!), preta (não havia mais nenhuma!), ENFIADA de traseira no muro DERRUBADO (gradeamento e tudo!) do seu vizinho, sim É MINHA!

reconheci-a porque parecia estar igual de frente, mas bem lá mais em baixo do que o sítio aonde a estacionei, e agora acompanhada por um casal dono de uma moradia por trás do sol posto!

-se calhar não travou o carro...
-travei... ( a correr pela rua fora) travei...
confirmado, travada a bandida resvalou rua abaixo (OK NÃO A ENGATEI!)
de repente e sabendo que o telefonema que tinha que fazer ao G. não ía ser agradável, munida de um profissionalismo e uma calma aparente, terminei o trabalho que estava a fazer, e só depois voltei ao local do acontecimento!

e foi nessa altura que eu perguntei, então e o dono do muro?
- ah foi almoçar.
- (e eu já a ver que era um louco furioso que me ía gritar impropérios por ter destruído a sua propriedade) hã?
-agora para resolver isso só depois de almoço.
e simpaticamente viraram-me costas, porque era hora de almoço, emprestaram-me um chapéu de chuva (porque eu não queria tirar o carro até chegar o reboque) e até já.
fiquei eu, 2 cães e a chuva.
e o muro partido e o gradeamento no chão.
depois de tratar de tudo, e já a ver que ficava para ali à espera eternamente do reboque, volta a animação, e lá aparecem os donos do muro de barriga cheia.

a-mulher-de-bata-que-anda-sempre-de-bata-e-pões-rolos-no-cabeleireiro-e-parece-que-nunca-foi-a-um-salão-de-beleza e o marido-honesto-trabalhador-construtor-de-botas-de-biqueira-de-aço-e-que-tem-uma-familia-que-faz-tudo-até-muros-destruídos-por-uma-louca-distraída lá apareceram.
de guarda-chuva em riste, lá me disseram que não fazia mal, que eram só meia dúzia de tijolos e que (toda a gente que eles conhecem) facilmente arranjam alguém para o reconstruir.

tudo bem... tudo bem até ao momento em que a-mulher-de-bata-que-anda-sempre-de-bata-e-pões-rolos-no-cabeleireiro-e-parece-que-nunca-foi-a-um-salão-de-beleza percebe que eu estou sozinha (mas havia de estar com quem? se calhar com ela que é a dona do MURO!)
- deixaram-na aqui? (referindo-se ao vizinho)
- eu terminei o que vinha tratar com o Sr.Tal
- mas olhe que se FOSSE EU (onde estão estas pessoas, quando necessárias para resolver assuntos???) não fazia isto, deixá-la aqui, assim!
- mas não tem problema e blá blá (onde vais mulher alucinada????)
e rua acima lá foi ela descompor o vizinho
- isso NÃO SE FAZ, DEIXARAM-NA PARA ALI ASSIM!!!!!
e BLÁ BLÁ BLÁ grrrrrrrrrrrrrr

lá resolvemos tudo
e novamente foram todos embora, ufa que alívio!!

mas claro que até chegar o reboque fui a atracção-da-terra-a-tonta-que-está-se-mesmo-a-ver-que-não-travou-o-carro... TRAVEI!

(a lata das pessoas, ou a curiosidade desmedida, até de carro paravam para saber, e aqui a tonta ainda explicava)

9 comments:

Sonia&Mi said...

LOLOLOL
Ai linda, o que já me ri (desculpa) com o teu relato.
Vi as fotos no flickr e não resisti em vir saber promenores.

Bem, apesar de aborrecido, o certo é que ninguém saiu magoado.

bjocas grandes.

Supertatas said...

ahhahahahaha
o que me rio

Sofia Quintela said...

:)))) ai meu Deus...realmente... o que eu já me ri... (MAS EU TRAVEI O CARRO, só que não o engatei, ups... é mesmo preciso fazer isso numa subida íngreme?)deixa lá essas coisas acontecem... são uma grande chatice mas olha antes isso que outra coisa pior não é? paciencia... desde que consigas manter o humor então está tudo bem!!!

Na Lua da Alice said...

Farta que estou do meu trabalho, cansada de não dormir nada de jeito... HAHAHAHAHAHAHA. obrigada por estas gargalhadas.
E a tua filha está boa?
Yolanda

Butterflyfairy said...

Liiiiiiiiiiiiiiiiiiinda!!!
Só tu!!!

COMEÇA A ESCREVER...VENDIAS MILHÕES;)

BJBJ

carla alexandra vendinha said...

olha a sorte que tiveste!? pronto, não foi sorte mas dentro da desgraçada ires logo partir o muro desses queridos foi uma sorte! no meu ultimo incidente ía sendo linxada. literalmente!
que bom que acabou tudo em bem!!! ao meu pai aconteceu-lhe o mesmo. o carro desceu a rua toda e nós a olharmos sem percebermos que não estava ninguém lá dentro. e suavemente embateu numa árvore...

Charlotte said...

:) Também ando tão aérea e distraída que qualquer dia calha-me a uma idêntica! A semana passada raspei a traseira do carro no muro da creche do T. e ontem perguntei ao meu marido, q barulho fazia o carro... era só eu a conduzir com o travão de mão:$

rita said...

Mas ouve lá... ca ganda sorte que tu tiveste, ó miúda...!!!! Ainda há pessoal assim, que consola quem nos destruiu o património, garante que fará novamente tudo sem problemas e ainda descompõe ao vizinho por ter deixado quem nos destruiu o património sozinho à nossa espera????!!!!! E tu ainda falas da lata das pessoas que perguntavam...? O pessoal tinha era ouvido falar do caso e perguntava era por quem eram esses senhores porreiraços...!!!

Rita

Mimi Crafts said...

ahahah, desculpa mas a tua "aventura" está um estrondo!!! De cortar pos pulsos de tanto rir!!!!!!!!

Bjs e Boa sorte

Tânia

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.