Nov 22, 2007

8 semanas



com altos e baixos meus e muita paciência da R. para me aturar.

porque é que eu sinto que é tão difícil quando a minha filha é tão fácil de tratar ?

à mínima queixa dela eu desabo, descabelo-me, comporto-me pior que uma criança... por dentro estou num turbilhão, começo a achar que preciso de ajuda.


no meio disto a R. já faz 8 semanas, está mais gordinha e a comer muito (?), é verdade está a ficar o "monstrinho" dos biberões!


sempre risonha, até a meio de uma birrinha ela pára um bocadinho de chorar e começa a rir*


os dias passam tão depressa*

8 comments:

Sofia Quintela said...

Oh minha querida, não penses que é um cas raro. Eu sentia exactamente o mesmo quando o Rodrigo era pequenino. É a tua adaptação. Não é nada facil receber um bebé em casa. Já viste como tudo mudou? Ela agora é a tua prioridade e está sempre dependente de ti. Eu tive muita ajuda do Marco, e quanto mais ajuda tinha mais incapaz me sentia. Par ser muito sincera, no que diz respeito à minha pessoa foi muito uma questão de imaturidade. Eu não estava preparada para ser mãe. Por mais que pensasse que sim, que estava. Com o tempo tudo fica mais simples e quase automatico. Não te esqueças que ainda por cima começaste a trabalhar muito cedo e isso é uma agravante.
Vais ver que daqui a dois meses muda tudo. Tudo se torna mais simples assim sem dares po isso!!!

Beijocas e muita paciencia (contigo mesma)lol.

pimenta rosa said...

oh sofia às vezes é mesmo difícil...o que me vale é o G. que faz tudo, quando chega eu até me benzo, é verdade*
estou desejosa que o tempo passe, que ela cresça mais um bocadinho...
um beijo grande para ti e força para os próximos dias***

pimenta rosa said...

ah faltou dizer: é mesmo imaturidade!!! eu sou a prova****

Butterflyfairy said...

olá miguita :)

Tal como diz a Sofia "não penses que é um caso raro". É muito natural que te sintas assim. Eu também me sinto assim...Parece tudo tão simples, quando é visto de fora. Só quem nunca foi mãe é que nos pode chamar de loucas (ou aquelas mães que tiveram a sorte de ter uma ajuda 24h em casa).

Tivemos a sorte de ter duas filhas lindas, risonhas, felizes e o mais importante - cheias de saúde :))
Eu sei que não é facil! Quando dizes ..."há mínima queixa dela eu desabo, descabelo-me, comporto-me pior que uma criança... por dentro estou num turbilhão, começo a achar que preciso de ajuda." acontece EXACTAMENTE o mesmo comigo.

Elas consomem-nos todo o tempo, todos os minutos do nosso dia - está certo que estamos em casa (no meu caso) estes 5 meses para tratar delas...mas é dificil, principalmente para quem tem (tinha) uma vida muito activa (trabalho, faculdade, casa).É complicado, apesar de os dias passarem tão depressa.

Não te esqueças que ainda temos as hormonas num turbilhão!!! Temos de dar tempo ao tempo.

Elas têm de fazer birrinha!! Faz parte. São umas "mimadas"!!!

Eu a dar maminha ainda me sinto mais cansada (parece que me leva toda a energia) e depois ainda vem a parte pior (loool) a FOME!!!! Quero fazer dieta e tenho ma fome que nem te conto....é um pau de 2 bicos :P

Mas é OPTIMO ser mãe, acredita que esta fase (adaptação) é a mais complicada. Depois "ligas o automático" (ahahah).
Vais-te passar quando ela disser "ADORO-TE MÃE"!!! Vai valer o esforço :))

Bjos grandes....e já sabes...estou sempre aqui :)

Love you ;)

pimenta rosa said...

obrigada amiga já tenho saudades****

Supertatas said...

por acaso nunca senti nada disso, mesmo não tendo sido uma gravidez planeada pelo que portanto não sei o que dizer, no entanto já dei por mim a desejar que crescesse mais rapido, para fazer outras coisas, sentar-se comer com colher, interagir etc, e agora tem quase 6 meses e tenho saudades de quando era pequenino. tenho remorsos de ter tido pressa :$

Sílvia said...

Minha querida, descobri hoje o teu blog, embora ja tenha visitado o teu "flickr" varias vezes. Tem calminha, por favor. O que sentes sendo normal, fica mais dificil se te deixares entrar na espiral do cansaço. Eu tambem tive a minha dose, eu tambem me sentia perdida e as vezes culpada por estar desesperada que o meu marido chegasse e fizesse....tudo. Mas isso e simplesmente normal. Quer dizer, nos acabadas de parir, estamos de facto um caos e em recuperaçao, ainda pior para quem amamenta. Eles chegam a noite, "fresquinhos" e devem mesmo dar-nos um break, para que de alguma forma recuperemos um pouco da sanidade. Nao e facil. Mas sim meninas, eles crescem e tudo se torna muito, muito mais simples...E a tua R.esta lindissima! Parabens!

Na Lua da Alice said...

Olá. Primeiro queria dar-te os parabéns pela tua filha. É linda. Tem um sorriso muito querido. E depois queria dizer-te que tudo melhora. No entanto, a minha filha fez a semana passada 1 ano (passou tão depressa) e a mim não me parece que tenha melhorado. Quer dizer, tu habituas-te a fazer as coisas. Eu era uma stressada. Tinha medo de não saber amamentar, mudar as fraldas, dar banho. Depois foi os biberosn. Credo, o estado da cozinha para fazer um biberon. Depois já sbia fazer isso, vieram as papas. E depois o pior de tudo. As sopas. Eu nem sei cozinhar e agora tenho que cozinhar todos os dias. O que eu te quero dizer é: vai haver sempre qualquer coisa que nos faz pensar que não conseguimos. Mas nós somos fantásticas e conseguimos adaptarmo-nos a tudo. Conseguimos fazer tudo e temos os sorrisos delas que nos fazem sentir especiais.
Não entres em pânico. O que não conseguires fazer hoje, vais saber fazer amanhã. E as birras delas... nós também temos. Temos é que ter muita calma. E não te esqueças que elas têm fraldas. Não doeu a palmadinha que eu dei à Alice (doeu-me a mim que me fartei de chorar...).
Vai tudo correr bem. Vais conseguir fazer tudo e ÉS UMA MÃE FANTÁSTICA!!!!
Beijinhos grandes
Yolanda

 
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.